Home Entrevistas CHRYS ALIKAH e os benefícios da Dança do Ventre

CHRYS ALIKAH e os benefícios da Dança do Ventre

408
1

A Dança do Ventre embora milenar, aqui no Brasil ela ainda é relativamente nova, sua difusão deu-se de uns cinquenta anos pra cá. Embora tenha chegado com os primeiros árabes que migraram para o Brasil desde 1880. Hoje no Brasil temos muitas profissionais comprometidas na sereriedade do ensinamento desta dança milenar.

Ao contrário do que muitos pensam a Dança do Ventre não é uma dança sexual e sim sensual. Mas, quem nos explica isso é a conhecida professora Chrys Alikah numa entrevista concedida ao portal Miriam Petrone Acontece.

MPA- Como a dança do ventre entrou na sua vida?

Chrys Alikah – Sempre fui fascinada pela cultura árabe, principalmente egípcia e aos 16 anos conheci uma casa de chá onde havia apresentações de dança do ventre…. foi amor a primeira vista! O tempo passou, e me formei bióloga, mas a paixão pela dança foi maior e em 2004 comecei meus estudos. A dança, a cultura, enfim acabei virando uma árabe de coração! (risos)   Apesar de já ministrar aulas, continuo meu aprendizado, pois como sempre digo: “Sei que estudar dança do ventre é algo para a vida toda de uma bailarina, sempre haverá algo novo à aprender e passos que podem ser aprimorados; e fico muito feliz em saber que esse aprendizado continua…sempre, pois é algo que alimenta meu corpo e minha alma!”

MPA- Você chegou a ter outra profissão ou a Dança do Ventre já foi a primeira delas? Conte-nos um pouco sobre o início de sua trajetória.

Chrys Alikah – Sim, tive outras profissões, como disse, sou bióloga de formação, trabalhei muitos anos na corretora de seguros de minha família e fiz em paralelo vários trabalhos como modelo. Mas a dança sempre esteve presente, pois minhas aulas eram sagradas, tinha sede de aprendizagem! Depois de vários anos, resolvi largar tudo e me dedicar somente à dança, meu corpo e mente pediam por isso!

MPA – Muito se fala sobre os benefícios da dança do ventre, quais são eles?

Chrys Alikah – São inúmeros os benefícios e entre eles estão:

  • Desenvolvimento imediato da auto-estima;
  • Desenvolve a agilidade mental, concentração e atenção;
  • Aumenta a confiança no seu potencial individual;
  • Ativa a circulação, aumenta os reflexos e alivia as tensões;
  • Aumenta a flexibilidade e alongamento, além da resistência física;
  • Auxilia em problemas menstruais, hormonais e partos, diminuindo cólicas;
  • Trabalha músculos, enrijecendo e tonificando;
  • Trabalha com a reeducação postural;
  • Queima de até 400 calorias por hora;
  • Desenvolve a coordenação motora e o eixo de equilíbrio;
  • Ensina a ter um cuidado maior com o corpo;
  • Aflora a feminilidade;
  • Melhora consideravelmente o problema de timidez;
  • Alivia o stress do dia a dia;
  • Estimula a criatividade;
  • Desenvolve o trabalho em equipe;
  • Modela pernas e cintura.

MPA – A dança do ventre é considerada sensual. Ela pode ser separada do contexto sexy?

Chrys Alikah – Não só pode como deve, a dança do ventre era dançada por mulheres e para, somente para mulheres. Nada realmente confirmado, mas a dança acredita-se que veio do Antigo Egito onde as mulheres dançavam para a Deusa Isis em agradecimento à fertilidade, as cheias do Rio Nilo e amenização de cólicas menstruais. O contexto sexy foi difundido atravéz do mundo após a invasão árabe, onde muitas mulheres se viram obrigadas a dançar por dinheiro. Mas o contexto sexy nada mais é do que fruto de Hollywood.

MPA – Afinal, é verdade ou mito a afirmação que a dança do ventre dá barriga?

Chrys Alikah – Não, isso é um mito. A dança do ventre, como o próprio nome já diz, trabalha com toda a musculatura da região abdominal; e isso não dá barriguinha, dá?!!!

MPA – Existe uma idade ideal para começar a fazer as aulas de dança do ventre?

Chrys Alikah – De maneira alguma. Nós bailarinas de dança do ventre temos a idade a nosso favor… Não existe “aposentadoria”, estamos sempre estudando, nos aperfeiçoando e dançando, independente de nossa idade. E quando digo isso, significa que também não existe idade para se começar a aprender, tenho alunas que começaram agora e tem entre 50 e 65 anos!

MPA – Os homens podem aprender?

Chrys Alikah – (Risadas) Sim, mas não a dança do ventre em si! Existem danças árabes masculinas que são maravilhosas como o Dabke, dançada em grupos e o Tahtib, a qual se dança com dois longos bastões.

MPA – O que você atribui o fato da Dança do Ventre e de todas as suas derivações encontrarem um público tão grande de praticantes e admiradores no Brasil?

Chrys Alikah – Primeiramente por o Brasil ser essa mistura maravilhosa de povos de todas as nacionalidades e todos vivendo em total harmonia; portanto, temos acesso à cultura de vários países e com isso podemos nos identificar com várias danças e não apenas o samba que é tipicamente brasileiro. Nós somos privilegiados pelo livre arbítrio, podendo assim aprender várias danças de diferentes culturas… é só escolher!!! Mas, a dança do ventre tem sua popularidade entre as mulheres por ser altamente feminina, delicada, e ao mesmo tempo em que trabalho todo o corpo, sem deixa-lo musculoso ou marcado. E a autoestima vai mais às alturas!!! Aprendemos a amar nosso corpo do jeito que é, e isto é um fato!

MPA – Em sua opinião, falta alguma coisa à Dança do Ventre no Brasil?

Chrys Alikah – Acredito que ainda falta muito para a dança do ventre ser mais reconhecida. Falta mais divulgação, patrocínios e principalmente mais respeito; pois muitas vezes, ao se falar da dança do ventre, muitas pessoas já imaginam “dançarinas” em meio às pessoas colocando dinheiro em suas roupas; e isso sinceramente é muito triste para nós bailarinas, que estudamos anos e anos, temos toda a preocupação em difundir a dança do ventre, aliás, não é apenas uma dança; é uma arte: A arte da Dança do Ventre!

Querem aprender? Sejam bem vindas!

Locais de aulas ministradas por Chrys Alikah:

  • Estúdio A SU SALUD – Al. Jáu, 404 – Jardim Paulista – São Paulo/SP

Fone: (11) 2373-7300

  • Academia Onodera – Rua Muniz de Souza, 1264 – Aclimação – São Paulo/SP

Fone: (11) 3208-5553

Para Workshops, shows e eventos dentro e fora de São Paulo, entre no site www.chrysalikah.zip.net e solicite informações.



AnteriorMÁRCIA ARRUDA – comemora novo jornal
PróximoA convite do Dep. Est. João Caramez, alunos da grande SP viajam sobre o rio Tietê

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here