Home Crônicas SEMPRE A MESMA COISA

SEMPRE A MESMA COISA

102
0

Hoje um assunto mais leve do que da última quinzena, e com situações que todos nós já assistimos, mas às vezes não percebemos.

Todos nós, homens e mulheres, já assistimos várias novelas, ou ao menos parte delas. Também já assistimos muitos filmes americanos na sessão da tarde, até mesmo em dia de semana.

Não diga que não estou falando a verdade!

Mas vamos lá.

De fato todas as novelas, na essência, se é que elas têm essência, contam a mesma história. Famílias ricas e famílias pobres. Todos frequentam os mesmos lugares. Casamentos são todos iguais. Bonzinhos e malvados. Enfim, é possível, com pouco esforço saber o que vai acontecer.

Mas é assim mesmo, e os brasileiros gostam de novelas, e não só brasileiros, porque pela qualidade elas são exportadas.

A qualidade de interpretação de uma Sonia Braga, Elizabeth Savala, Tony Ramos, Glória Pires, Armando Bogus, Paola de Oliveira, e muitos outros, tornam as novelas um belo passatempo.

Mas, é interessante observar como a vida se torna de um momento para o outro fácil e recheada de dinheiro para um personagem que sai da prisão, ou que vivia em uma situação de grande dificuldade.

Pouco tempo depois de sair da prisão, seja um personagem masculino ou feminino, um emprego já é encontrado, logo em seguida um pequeno apartamento, um carro, e logo depois, o personagem já está vivendo na alta sociedade carioca ou paulistana.

Isto é irreal e talvez possa enganar muita gente que não tenha capacidade para discernir a vida real da fantástica vida das novelas, mas não vamos deixar de assistir as novelas por causa disto, né?

Agora outra situação que acontece muito nos filmes, em geral nos americanos, mas que também não deixa de acontecer nas novelas brasileiras.

Percebam, e acredito que já perceberam, que toda cena que tem um professor ministrando aula. A aula não dura mais do que um minuto, talvez, poucos segundos, porque em seguida ouve-se o sinal do intervalo e todos saem da aula.

Muitas vezes sobra um aluno ou aluna para conversar com o professor.

E as reuniões dos Conselhos de Acionistas das grandes empresas.

Também dura muito pouco, um minuto talvez, com mais o detalhe de que somente o Presidente da reunião é quem fala, e em seguida a reunião termina e todos saem com o mesmo tipo de olhar. Interpretação inexiste.

Será que essas cenas não podem ser dispensadas?

E as famosas perseguições da policia? São todas iguais.

Os carros, nos pequenos aclives saem do chão e quando tocam novamente continuam normalmente transitando. Somente os carros da polícia é que são destruídos, o do bandido ou do personagem que está sendo perseguido injustamente, permanece intacto.

Ao final, o carro do perseguido está um caco, mas mesmo assim continua sua trajetória normalmente.

Não são carros, são super carros.

Agora penso eu. Será que estou escrevendo o que todos já sabem!

Acredito que sim, mas é só para lembrar.

Até breve e obrigado a todos.

AnteriorRoyal Holiday Brasil está confirmada no Salão do Turismo 2011
PróximoVITÓRIA-ES o encanto na diversificação do turismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here