Home Diversidade Muito mais que samba, futebol, mulheres bonitas e cerveja.

Muito mais que samba, futebol, mulheres bonitas e cerveja.

113
4

Finalmente somos uma nação muito mais importante que o país do Samba, Futebol, Mulheres Bonitas. Somos a sexta ou a sétima potencia econômica do mundo…

Realmente os resultados do crescimento econômico do Brasil ao longo do ano 2012 foram inferiores do que os projetados pelo governo. Em um mundo cada vez mais preocupado com as grandes catástrofes, já começam a circular noticias de que o crescimento do Brasil esta esvaziando.

Os últimos acontecimentos macro econômicos puseram de relevo que a economia é uma ciência muito mais complexa que a que estuda a lei da procura e da oferta.

A crise internacional que assolou e assola o mundo industrializado esta ensinando para a humanidade algumas coisas muito concretas; a primeira, é que nada será como antes. A segunda, é a importância dos fatores “não econômicos” na fortaleza das econômicas globais.

Um dos aspectos preponderantes para determinar a nova ordem econômica mundial, é simplesmente o fator da confiança.

Entre outros aspectos macro econômicos e extremamente complexos que justificam a nova posição que o Brasil ocupa no cenário internacional, é que o mundo pode constatar que somos muito mais que o Samba, o Futebol, e um país de Mulheres Muito Bonitas…

O fenômeno da globalização permitiu e permite que o Brasil, como os demais países que compõem a nova ordem mundial, como a China, a Rússia, e Índia, a África do Sul, e outros países que vão obtendo uma posição distinta na nova ordem econômica mundial sejam uma verdadeira vitrine exposta ao mundo. Atualmente, a grande discussão é se o Brasil manterá a posição de sexta economia global, ou em função do baixo crescimento econômico verificado no ano 2012, cederá a posição conquistada para o Reino Unido, e deverá conformar-se com ser a sétima economia global.

Como brasileiros, e sem perder um segundo de consciência da realidade que nos assola, devemos participar, da forma mais ativa possível neste momento preponderante no qual estamos chamados a seguir ocupando uma posição relevante no cenário econômico internacional.

Logicamente carecemos de infraestrutura. Ainda não superamos os enormes problemas da burocracia governamental. Dispomos de índices de corrupção muito superiores aos que seriam desejáveis. Nossos desiquilíbrios territoriais são ainda muito significativos. Dispomos de carências para que a nossa indústria possa competir de maneira mais expressiva com as grandes potencias internacionais. O consumo interno é muito elevado, etc… Porém, uma das grandes conquistas do Brasil, é que atualmente o mundo reconhece a nossa nação como uma verdadeira potencia internacional.

Somos efetivamente muito mais que Samba, Futebol e um pais de Mulheres Bonitas.

O Brasil é uma nação que dispõe de vários aspectos fundamentais para não somente manter, como superar a posição que ocupa no ranking internacional.

Em primeiro lugar o país dispõe de uma população bastante jovem e dinâmica. O país dispõe de autossuficiência em diversos setores básicos da economia. O Brasil tem a grande vantagem competitiva de que, de Norte a Sul do país nos comunicamos por um mesmo idioma; respeitando as culturas de cada região.

O Brasil convive de maneira bastante harmônica com o capital internacional.

A nação brasileira amadureceu em função de importantes golpes políticos com os quais teve que afrontar-se em uma etapa más recente, passando por processos complexos como a saída de um regime militar autoritário e a aplicação de um impeachment para expulsar do poder o presidente Fernando Color de Melo.

Portanto, devemos manter nosso orgulho por sustentar uma posição de grande destaque no panorama internacional. Em um mundo que geopoliticamente conta com 193 nações, é extremamente relevante ocupar a sexta ou sétima posição no ranking das nações com maior Produto Interno Bruto.

Esta posição não deveria acomodar-nos; estamos destinados a ser a quarta potencia internacional, conviver com situações de turbulências econômicas como as registradas ao longo do ano 2012, porém, se atuarmos lutando pelos nossos direitos, e exigindo transparência aos nossos representantes políticos, seguramente continuaremos sendo mais, muito mais que o pais do Samba, Futebol e das Mulheres Bonitas.

Roberto Lacerda Oliva é economista e especializado em Logística e Transportes de mercadorias. Mora na Espanha desde o ano 1991, dispõe da dupla nacionalidade brasileira e espanhola e dirige a empresa PRESS LOG; www.presslog.com.br com presença no Brasil, Espanha e Portugal.

AnteriorEstação Ciência recebe ação para conscientização sobre o Autismo
PróximoBertioga é representada na Feira Internacional de Turismo, em Lisboa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here